Pular para o conteúdo principal

Conheça os contadores mais influentes na internet em 2017

A internet é uma ferramenta poderosa e ilimitada de divulgação pessoal e de trabalho. No meio contábil, alguns contadores tem demonstrado maior habilidade para surfar a boa onda das redes sociais e se tornando profissionais de referência e influentes no mercado contábil.

Essa foi uma lista realizada com base na observação da nossa equipe nas redes sociais e o engajamento atual dos profissionais nas redes sociais (Facebook, Twitter, Linkedin e Youtube). Sem mais delongas, vamos a nossa lista…

Os contadores influentes da internet em 2017



Anderson Hernandes

É empresário contábil há mais de 20 anos com formação em Marketing, MBA em Gestão de Negócios.

Escreveu 9 livros dentre eles Marketing Contábil 2.0 e Estratégias de Marketing para Empresas Contábeis.

Publicou mais de 200 artigos, mais de 10 cursos online que já treinaram mais de 4 mil alunos.

Palestrante há mais de 10 anos já realizou mais de 700 eventos.

Suas Palestras e Workshops ao vivo estão ligados aos temas de Empreendedorismo e Marketing Contábil.

Conheça um pouco mais do trabalho do Anderson clicando aqui.



Edgard Madruga

Professor e Auditor. Administrador de Empresas, pós-graduado em Informática Pericial. Especialista em Empreendedorismo Tributário e Inovação Fiscal.

Coordenador do MBA em Contabilidade e Direito Tributário e do MBA em Administração e Contabilidade Pública, Ambos do Instituto de Pós Graduação – IPOG.

Co-autor do livro SPED e Sistemas de Informação e do livro Contabilidade e Gestão de Tributos, ambos da da editora Fiscosof e colaborador do livro Big Brother Tax do professor Roberto Dias Duarte.

Autor do Blog do SPED (www.blogdosped.com) e do blog do Madruga (www.edgarmadruga.com)

Conheça um pouco mais do trabalho do Madruga clicando aqui.



Fellipe Guerra

É contador, consultor empresarial e especialista em SPED, mestre em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará – UFC.

Atual Vice Presidente de Desenvolvimento Profissional no CRC/CE (2016/2017).

Doutorando em Ciências da Informação com ênfase em Sistemas de Informações Tributárias pela Universidade Fernando Pessoa em Portugal.

Tributarista Formado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário – IBPT.

Realizou diversas palestras por todo Brasil, explicando a empresários e estudantes, os aspectos teóricos e práticos do SPED e seus impactos na contabilidade.

Professor do MBA em Contabilidade e Direito Tributário do IPOG onde ministra aulas em vários estados brasileiros.

Conheça um pouco mais do trabalho do Guerra clicando aqui.



Tânia Gurgel

Professora de Pós Graduação, Analista de Sistema, Contadora e Advogada Tributarista;

Sócia da TAF Consultoria Empresarial, experiência de 36 anos em empresas nacionais e internacionais, dos quais, 30 anos em Controladoria, TI, Inteligência Fiscal e Tributária;

Vasta experiência no desenvolvimento de novos negócios, análise do impacto dos Tributos na empresa e nos produtos e cruzamento de informações fiscais digitais;

Coordena a Comissão de SPED e NF-e pela OAB/SP em 2013 a 2018;

Membro da Academia Brasileira de Direito Tributário (ABDT), da Associação Brasileira de Advocacia Tributária (ABAT), da Associação Paulista de Estudos Tributário (APET).

Presidente da Comissão de Direito Tributário da 102ª Subsecção da OAB de São Paulo de 2004 até 31/12/2009;

Autora de diversos artigos em revistas e jornais sobre gestão empresarial, liderança e temas ligados às áreas tributárias, previdenciárias, contábeis e sobre o SPED e seus módulos.

Conheça um pouco mais do trabalho da Tânia clicando aqui.



Zenaide Carvalho

Contadora, Administradora, especialista em Auditoria e Controladoria, desenvolvedora de conteúdos para treinamentos presenciais e online. Autora de livros, dentre eles “eSocial – Guia Prático para Implantação”. Ministra treinamentos em todo o Brasil e mantém o Blog da Zê desde 2007, com dicas e informações da área trabalhista e previdenciária empresarial.

É Diretora Executiva da Nith Treinamentos, empresa fundada em 2005 e especializada em Treinamentos para DP/RH.

Conheça um pouco mais do trabalho da Zenaide clicando aqui.

Fonte: CONTÁBILNEWS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fisco notifica empresas do Simples para buscar quase R$ 1 bi em tributos atrasados

Serão cobradas omissões de 2014 e 2015
A Secretaria da Receita Federal informou que vai notificar nesta semana, por meio da página do Simples Nacional na internet, 2.189 empresas inscritas no programa para quitarem quase R$ 1 bilhão em tributos devidos. O alerta é fruto de uma ação integrada com fiscos estaduais e municipais.
Segundo o subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Iágaro Martins, as empresas serão notificadas quando elas entrarem no site do Simples Nacional para gerar a guia de recolhimento do imposto devido, procedimento que elas têm de fazer todos os meses. Antes de conseguirem gerar a guia, serão informadas pelo órgão sobre as divergências.
As empresas do Simples notificadas terão até o fim de setembro para regularizarem sua situação. Se não o fizerem até lá, os fiscos federal, estaduais e municipais envolvidos na operação avaliarão o resultado do projeto e identificarão os casos indicados para "abertura de procedimentos fiscais" - nos quais são cobra…

Contabilidade Digital

Iniciamos 2017 com algumas mudanças no Lucro Real como a obrigatoriedade de apresentação de assinatura de 02 contadores na retificação (correção) de registros contábeis de anos anteriores já enviados á Receita Federal pela ECD – Escrituração contábil Digital, que nada mais é que a própria contabilidade digital (Balanço, DRE, Balancete). E ainda caso a contabilidade seja considerada imprestável pelo Fisco será tributada pelo Lucro Arbitrado onerando um adicional de 20% no cálculo do IRPJ, sendo contabilidade imprestável aquela cujos registros contábeis não retratam a realidade financeira e patrimonial da empresa.
Diante deste cenário, vimos orientá-los de obrigações legais que as empresas devem estar atentas de forma a diminuir o risco tributário e não sofrer com penalidades do Fisco. Estamos numa era digital, onde o Fisco investe em tecnologia da informação ao seu favor para aumentar a arrecadação, fiscalização e combate a sonegação, bem como falhas dos contribuintes nos controles da…

Tese de que contador não se beneficia com sonegação faz empresária ser condenada

Em casos de sonegação fiscal, quem se beneficia é o empresário, e não o contador que supostamente teria cometido um ato ilegal. Foi essa a linha seguida pelo Ministério Público em um caso que acabou com a condenação, determinada pela 25ª Vara Criminal de São Paulo, de uma sócia de distribuidora de cosméticos por sonegação de Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
Segundo a denúncia, entre os meses de março e dezembro de 2003 a acusada inseriu números inexatos em documentos exigidos pela lei fiscal, causando um prejuízo ao fisco de aproximadamente R$ 1 milhão.
O juiz Carlos Alberto Corrêa de Almeida Oliveira afirmou que caberia à empresária manter em ordem livros fiscais e demais documentos que demonstrem a lisura das informações prestadas à autoridade fiscal e, diante disso, condenou-a à pena de três anos de reclusão – com início no regime aberto – e pagamento de 15 dias-multa, no valor mínimo unitário legal, substituindo a pena privativa de liberdade por duas r…